Cats are being poisoned in Loulé, Portugal

Gatos envenenados em Loulé, Portugal

Date: Monday, February 10, 2003

Boa tarde,

É com muito agrado que vos fiquei a conhecer. Há algum tempo que procuro informar-me sobre este tipo de iniciativas.

Exporei-vos o meu caso e peço-vos, encarecidamente, que me aconselhem.

Moro em Loulé, numa Urbanização. Sempre tive gatos de rua (que aparecem e lhes dou de comer), mas considero-os (afectivamente) meus. Já há alguns anos que os gatos desaparecem, sem deixar rasto, mas há cerca de um ano e meio descobri que alguém, ciclicamente, envenena os gatos daquele quarteirão. Por desconhecer os sintomas de envenenamento, e por não estar permanentemente em contacto com os "meus" gatos, levei tarde de mais uma gatinha minha ao veterinário, mas já estava quase morta. Fiquei com um atestado médico a dizer que essa gata havia sido vítima de envenenamento e com esse mesmo atestado fui à GNR de Loulé, mas eles disseram que nada podiam fazer. Quando lhes disse que havia um vizinho que envenenava gatos, os GNR´s aconselharam-me a juntar vizinhos e apresentar queixa colectiva, o que tentei fazer, sem sucesso, já que ninguém queria dar a cara, nem ninguém acreditava nessa solução. Resolvi então escrever uma carta a todos os vizinhos dizendo que tinha apresentado queixa à GNR e aconselhando o criminoso a não voltar a repetir a matança. Foi um ano descansado, nesse aspecto, mas há uns meses atrás voltaram a morrer mais gatos envenenados naquele quarteirão. Não sei quem é o vizinho, mas sei que põe veneno em comida nesse mesmo quarteirão, e que os gatos vitimados são todos daquele quarteirão. Desta vez informei-me sobre a legislação, e o que me aconselharam foi apresentar queixa no âmbito de "atentado à saúde pública", mas entretanto não fiz mais nada.

Hoje vi o vosso autocolante e resolvi expor a minha situação, mais uma entre tantas, para vos pedir conselhos em relação a este caso concreto, da minha urbanização, e também para dispor-me a ajudar-vos nesta nobre causa. Trabalho num associação de desenvolvimento local e utilizarei todos os veículos de informação possíveis para divulgar o vosso projecto.

P.S.: Se eu tivesse a certeza de quem é o criminoso da minha urbanização, não vos estaria a pedir conselhos, eu própria já teria resolvido a questão "com as minhas próprias mãos", como se diz. Não ameaçando, mas simplesmente confrontando-o com a vergonha do seu acto e expondo-o/a ao público. Nessa justiça eu acredito.

Cumprimentos e bom trabalho,

Graça
(Nome completo conhecido da Action Against Poisoning)


Cats are being poisoned in Loulé, Portugal

English (short) translation:

Date: Monday, February 10, 2003

I was pleased to know about you. I am requesting your advice.

I live in a social housing zone in Loulé. I help street cats. Now these cats have been disappearing without trace FOR SOME YEARS (!). A year and a half ago I found out someone in the block poisons the cats. I took a poisoned female cat to the vet, the cat died, I got a statement from the vet. I took it to the GNR, who advised me (!!!) to gather more neighbours to denounce the occurrence(s). Nobody joined me... I wrote details to all neighbours, advising the criminal not to do it again. For one year, no more, yet in the last few months more cats (all in the same block) were poisoned. I only know poisoned food is laid down in the block. I have been advised to file a complaint on the grounds of 'endangering publich health", but so far I have not acted on it.

I saw your sticker and am asking for advice. I am is working in a local development association, I shall use all common means to divulge AAP. If I only knew who the culprit is, I would have settled the matter myself, by exposing the culprit. In such justice, I do believe.

I salute you and wish you good work.

Graça
(Full name withheld by request)

[TOP][CLOSE]